04 agosto, 2010

Borboletas

Uma dorzinha junto ás costelas, não muito incomodativa mas mesmo assim suficiente para dar conta de que algo estava diferente.
Quem me lembre nunca tinha sentido nada assim, algo foi diferente. Talvez estupidez minha pensar desta maneira mas mesmo assim foi de registar aquele momento.
Talvez não te voltarei a ver, talvez não reconhecerei o teu rosto novamente, talvez nunca chegue a saber o teu nome, talvez tenha sido tudo uma coincidência, mas mesmo assim eu sei que quando os meus olhos olharam os teus eu senti algo diferente, nunca te vira até aquele momento e muito provavelmente não voltarei a ver, e só após alguns momentos depois eu percebi que ficara completamente petrificado com o que se tinha passado.
Agora aguardo voltar a cruzar-me contigo, não sei se te reconhecerei mas se os nossos olhos se voltarem a cruzar eu vou perceber que és tu.

by M.

7 comentários:

  1. obrigado... são estes momentos que fazem a vida ter um sabor especial

    ResponderEliminar
  2. obrigado... mais especiais se tornariam se se voltassem a repetir, o que eu espero que sim, foi a primeira vez que senti tal coisa

    ResponderEliminar
  3. Isso e' smp o que queremos todos, as primeiras sensaçoes nos mais diversos casos sao sempre as "inesqueciveis" e especiais.

    ResponderEliminar
  4. pois custuma-se falar no amor a primeira vista mas será que isso realmente existe????

    ResponderEliminar
  5. Se existe ou nao eu nao sei, e talvez nao seja a pessoa indicada para tentar esclarecer essa questao!
    O facto e' q as vezes vemos alguem e aqeles olhares cruzam.se e e da se um genero de click, tipico de filmes, mas em vida real!
    Talvez a voltes a encontrar, apetce-me acreditar q o destino existe e tem vida :)

    ResponderEliminar